‘Descriminalizar o aborto é acabar com lei medieval’, diz Eduardo Jorge

RIO — Candidato do PV à Presidência, Eduardo Jorge foi eleito deputado federal quatro vezes. Em São Paulo, foi secretário de saúde e meio ambiente de prefeituras do PT e do PSDB. Ele se diz um “socialista, só que democrático”, mas coerente com o papel que identifica para o PV: abrir espaço nos governos de diferentes tendências para a causa ambiental. Médico sanitarista, vai na contramão da maioria dos candidatos, que teme desagradar líderes religiosos, e defende a legalização do aborto parar eliminar os riscos dos procedimentos clandestinos.

Leia mais

  • .
  • . .